domingo, 6 de novembro de 2016

Mãos em prece



Como a gaivota que voa
Soberana nos espaços
Existe muita alma boa
Oferecendo os dois braços

No entanto, quanta pessoa
De sentimentos escassos
Carregando a vida à toa
Vai mitigando pedaços

Bom coração nunca esquece
Fazer o bem não é perda
É o agasalho que aquece

Murmuro com as mãos em prece
“Não saiba minha mão esquerda
O que a direita oferece”.


W. F. Aquino
Imagem: veradebarcellos.com.br

Um comentário:

  1. Lindo soneto, amigo! Quisera ver isso na prática de todos os homens.

    ResponderExcluir